Vereador João Paulo insinua que demais vereadores são corruptíveis

Vereador João Paulo (PMDB) insinua que parlamentares de Coelho Neto são corruptíveis

Em uma postagem um tanto deselegante em rede social o vereador de Coelho Neto João Paulo (PMDB), insinua que os colegas de parlamento “recebem” uma cota de combustível por parte do executivo municipal. 

Afirmando que o prefeito Américo de Sousa (PT) é impopular, o vereador acusa que o gestor “tem de usar dessas artimanhas para poder governar”. Um fala nesse tom do nobre edil causa constrangimentos ao legislativo municipal, pois João Paulo claramente dá a entender que os vereadores aceitam “artimanhas” do prefeito em troca de sustentação política na casa dos edis. 

Em postagem no Facebook vereador João Paulo dar a entender que
vereadores da cidade trocam apoio por combustível

O vereador ainda vai mais longe ao comparar essa situação aos casos de propina, e corrupção que tem sido visto diariamente no noticiário nacional. Em uma insinuação grave, que atinge a maioria do parlamento municipal, João Paulo ao fazer essa comparação dá a entender os vereadores de Coelho Neto são corruptíveis, aceitando combustível como propina. 

Ao final de sua postagem João Paulo ataca os colegas: “Eu tô fora da cotinha”. 

Resta saber como os demais vereadores da cidade irão reagir ao discurso violento emitido por João Paulo a poucas horas da sessão, é ir na câmara e conferir. 

Entenda

Na tarde de hoje (17) o Portal Gaditas fez postagem onde divulgou uma suposta lista com cotas de combustíveis aos vereadores da cidade. Logo no título o blogueiro Samuel Bastos deixa claro que se trata de uma “sugestão”, assim, deixa a cargo dos poderes legalmente constituídos investigar o caso, e comprovar se algo ilícito está de ocorrendo. 

O vereador João Paulo então se antecipa ao fatos, se antecipa a qualquer explicação, se antecipa a qualquer investigação, e parte com a faca nos dentes acusando os próprios colegas de corrupção.
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *