Rafael Leitoa enquadra César Pires

Todos somos iguais neste parlamento, reforça Rafael Leitoa

A Sessão de hoje, quarta-feira (12/06), na Assembleia Legislativa foi marcada pelo duro embate entre os deputados Rafael Leitoa (PDT), Líder do Governo, e o oposicionista César Pires (PV). Este ultimo durante seu pronunciamento deferiu ataques insensatos contra a base governista no parlamento estadual, principalmente ao deputado de primeiro mandato, movido pelo chateação de ter projetos seus vetados pelo Governo Estadual.

Visivelmente chateado, a cria da oligarquia Sarney em desferiu ataques contra o próprio plenário, instancia máxima do Poder Legislativo Maranhense, afirmando que o parlamento estadual é pequeno. “É pequeno o parlamento de efeito, é pequeno o parlamento de resultado, é pequeno o parlamento de coragem. […] Parece um bando de menino, onde o maior triunfo é o mandato, nem sempre conquistado pelo próprio labor, pelo próprio suor”, acusou César Pires.

Em seguida Rafael Leitoa subiu a tribuna para rebater as críticas e diminuições feitas pelo oposicionista. Firme em seu discuso e na defesa do parlamento maranhense, o líder governista argumentou que, “Mais um vez tentam constrangem os colegas aqui dentro. Eu nunca joguei aqui para a plateia diminuindo colega, pelo contrario, acho que a gente é muito maior”, analisou.

Rafael Leitoa lembrou César Pires que no Parlamento Estadual todos são iguais, escolhidos pela mesma ferramenta, que é o voto. “Aqui não tem nenhum menor ou maior, todos somos iguais. Quem tirou 60 mil votos e até aquele que foi eleito com 20 mil votos. Nós não podemos aceitar de quem quer que seja nos diminua. Nós não somos diminuídos, pelo contrário, dentre os sete milhões de habitantes do nosso estado, apenas 42 estão aqui”, lembrou Rafael Leitoa.

Rafael Leitoa demonstrou insatisfação ao lembrar que os discursos são funcionais, conforme o posicionamento político, relatando que o deputado do PV, quando líder do governo Roseana, não aprovou as medidas que hoje defende ou critica. “Fico aqui triste porque vejo um colega experiente, que teve oportunidade de ser líder de governo, querer colocar em colegas de primeiro mandato a responsabilidade que ele mesmo poderia ter feito quando era líder de governo. Projetos aqui que poderiam ter sido aprovados, mas não fez. E as ideias mudam, as ideologias trocam de lado, infelizmente, é que o nós estamos vendo aqui”, reforçou o deputado Rafael.

Faça um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *