Projeto Justiça e Cidadania, no dia Internacional da Mulher

Juíza Raquel Araujo ao centro promoveu em Coelho Neto mais uma edição do Projeto Justiça e Cidadania
que esse ano teve amplo e total apoio do Executivo Municipal 

Nos
dias 08 e 09 de março aconteceu na Maçonaria de Coelho Neto uma série de ações
voltadas para as mulheres coelhonetense, por ocasiões da passagem do Dia
Internacional das Mulheres. Ações que fazem parte do Projeto Justiça e
Cidadania – Porque fazer o bem faz bem, que é capitaneado pela juíza Raquel Araújo
que responde pela 1ª Vara de Justiça de Coelho Neto.  

Mulheres tiveram um dia de salão com cabeleireiros locais 
Em
uma programação que contou com músicas e palestras, as mulheres da cidade foram
convidadas a participar
de
oficinas de beleza, artesanato e saúde.

Evento contou com presença de artesãs da cidade. 


O projeto contou com apoio do Poder
Executivo Municipal, através das Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal
de Assistência Social e Segurança Alimentar.

Secretá de Saúde Cristiane Bacelar em conversa com a Juíza Raquel Araújo 
A Secretária de Saúde Cristiane Bacelar foi uma das palestrantes do evento, foi convidada a falar como psicologa, e abordou o tema da autoestima da mulher. “Minha palestra fomenta em todas as mulheres o questionamento sobre a situação atual vivenciadas pelas mulheres, questões do dia-a-dia, relacionamento com o marido, filho, namorado, e o comportamento da mulher na rua, em casa, no trabalho, e como isso tem afetado a autoestima da mulher como um todo”, falou Cristiane Bacelar.  

Juíza Raquel Araujo distribuiu brindes as mulheres participantes
“Esse é um projeto que busca aproximar a
Justiça da Comunidade, mediante a realização de palestras, oferecendo serviços
para a comunidade. Em comemoração ao Dia Internacional das Mulher, estamos aqui
tratando de temas de interesse das mulheres como autoestima, saúde da mulher, violência
doméstica e da família contra a mulher, e hoje estamos oferecendo serviços de
saúde como vacinação, e exames. Temos também exposição de artesanato, e serviços
de beleza ofertados por cabelereiros da cidade”, falou a juíza Raquel Araújo.
 
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *