Pagamento da Verba Indenizatória na Câmara de Timon gera especulações entre os vereadores

O novo presidente da Câmara Municipal de Timon, vereador Hélber Guimarães está envolto a especulações por parte de quase a metade dos vereadores da casa. Entre os vereadores da base do prefeito há fortes rumores de que o presidente não pagou a alguns vereadores a Verba Indenizatória tendo como referência os moldes do que determina o TAC, o Termo de Ajustamento de Conduta, feito por aquele poder com o ministério público e homologado na justiça local.
Pelo TAC assinado na gestão do ex-presidente Uilma Resende, a presidência da casa vinha pagando a Verba Indenizatória (que pode chegar a 11 mil reais) somente epelos serviços licitados, pois assim também recomendou um parecer do Tribunal de Contas do Estado.
A medida foi tomada para moralizar o uso da verba, pois da forma antiga as prestações de contas dos vereadores eram facilmente fraudadas. Para se ter uma ideia, no passado recente, antes do Termo de Ajustamento de Conduta feito com a promotoria, teve vereador prestando conta com informações de que teria gasto 5 mil reais por mês com combustível. Informação totalmente inacreditável.
O eliaslacerda.com tentou falar por telefone com o novo presidente da Câmara, Hélber Guimarães, mas o telefone dele estava fora de área ou desligado. Também enviamos mensagem no começo da tarde desta segunda (28),mas somente às 18 horas e 29 minutos o vereador presidente da Câmara respondeu. Disse que estava em viagem a São Luis e por isso o telefone saiu de área. Ele prometeu que oportunamente vai entrar em contato com o site.
Nas conversas que vem mantendo com os vereadores da base, Hélber Guimarães tem negado que tenha pago a Verba Indenizatória aos vereadores que votaram nele nos moldes antigo, mas tem vereador adversário na casa não acreditando nas afirmações.
Entretanto, Hélber Guimarães tem uma maneira muito fácil de provar que não pagou a Verba Indenizatória nos moldes antigo, desobedecendo o TAC homologado na justiça : basta que apresente as contas da casa no Portal da Transparência com os seus atos. 
Simples assim…
Faça um comentário