Oposição que hoje critica, foi a mesma que “colapsou” Coelho Neto

Quando um ser humano se deixar levar pelo ódio, oportunismo
e insensatez, a injustiça será sempre a sua companheira, e as coisas certas passam
a ser criticadas como erradas e os erros elogiados como coisas acertos.  Isso está acontecendo com algumas figuras que
compõe a blogosfera no município, e que passaram a fazer oposição sistemática e odiosa ao Governo do
prefeito Américo de Sousa (PT), a qualquer custo, mesmo que precise entrar no
campo pessoal ou ser injusto.
Publicar uma foto de início de ano, onde existe um fluxo
maior de viagens, onde as pessoas que vieram visitar seus parentes e a terra
natal partem, e culpar a gestão do prefeito Américo pelas “viagens”, já dá para
ter uma ideia do nível das críticas e até onde elas estão indo.
Com o polo industrial instalado em Coelho Neto, a cidade
cresceu exponencialmente, e já nos anos 80, nasceram às necessidades de se
criar outras empresas de pequeno e médio porte para absorver a mão de obra, e dá
continuidade a cadeia cíclica de produção, mas nenhum governante fez nada neste
sentido, por quê é que o Américo é agora o culpado disso tudo com apenas um 1
ano de gestão?
Coelho Neto sendo o município que mais empregava na região
nos anos 80, no apogeu das indústrias de Açúcar e Papel, já havia muita gente “viajando” por falta de oportunidade. Na gestão de Américo é para a prefeitura
empregar todo mundo? Não seria mais oportuno o prefeito buscar e dar condições
para instalação de empresas, como tem feito. Será que não cabe lembrar que a
turma, que hoje tanto crítica, passou 8 anos e não ajudou instalar nenhuma empresa nova na cidade, quantos empregos formais eles ajudar a criar? Paciência
né!

Obras de captação de água foi paralisada e abandonada após sucessivos desvios
de recursos durante a gestão do ex-prefeito Soliney Silva

Insistir em tornar a prefeitura em cabide de emprego é
defender abertamente a continuidade das “lagartas”, aqueles que ganhavam, sem
trabalhar, isso está certo? Coelho Neto, precisa entender que o prefeito
Américo de Sousa, não diminuiu as oportunidades dos pais de famílias quando
acabou com os cabides de empregou, e sim aumentou a qualidade de vida da
população empregando o dinheiro de forma justa, em seu devido lugar, obras e serviços que melhoram a qualidade de vida da população.
Os grandes problemas que afetam ao município, não são de
agora e sim frutos da administração desastrosa de Soliney Silva (MDB), que deixou
dezenas de obras inacabadas, sem condições de serem concluídas, pois os recursos
foram completamente sugados.
Tentando a qualquer custo ganhar as eleições Soliney abriu a
UPA sem quaisquer condições de funcionamento, pois não havia custeio nem do Estado
e muito menos do Governo Federal para mantê-la em funcionamento. Mas ele abriu
por ser populista, mas os danos à saúde da população estão aí. Como não responsabilizá-lo
por tudo isso?

Obras das Creches abandonadas pela gestão do ex-prefeito que superfaturou as obras e
desviou recursos

É bem verdade que Coelho Neto, infelizmente, vai viver por
muito tempo padecendo à sombra do ex-prefeito Soliney por todos os danos que
ele causou no município. Os oito anos de seu desgoverno irão prejudicar os
coelhonetenses ainda por muito tempo. Os problemas gerados em seu comando
atravessarão gerações. Por que deixar de responsabilizá-lo por suas
traquinagens?

Como não se lembrar do grande sonho da população de Coelho
Neto, que era a captação de água do Rio Parnaíba que Soliney regrediu e enterrou.
O Esgotamento sanitário, muitas creches hoje sucateadas, abandonadas,
verdadeiros “elefantes brancos”, que causarão prejuízos enormes aos nossos
filhos. Sem falar em importantes UBS’s, jogadas às traças que o ex-prefeito
deixou como a de Santa Maria. Esse sim, é uma sombra maligna!

Até quando o Prefeito Américo vai pagar um alto preço por estar fazendo as coisas certas, quando os que lhe criticam queriam errado?


Do Ezequias Martins

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *