Oposição de Coelho Neto não é referência de honestidade

A entrevista que o prefeito de Coelho Neto concedeu ao Programa Cidade da Gente na Radio Comunitária Cidade Livre FM foi uma verdadeira bomba para a oposição coelhonetense, que está atordoada nos grupos de WhatsApp desde que entrevista foi encerrado no início da tarde.

Logo de saída, o prefeito Américo de Sousa (PT) fez uma breve avaliação de sua gestão, ponderando que apesar do cenário adverso em que o município se encontra, com queda de recursos e dívidas acumuladas, soube controlar bem as finanças municipais o que lhe possibilita pagar os funcionários públicos rigorosamente em dia e algumas vezes até de forma antecipada. Frisou ainda a reforma de todos os prédios escolares, destacando que antes da gestão do professor Américo de Sousa não havia escola climatizada dentro de Coelho Neto.

Outro ponto ressaltado pelo prefeito, foi o fim dos salários de R$ 200 reais para professores contratados do município, hoje nenhum professor entra em sala de aula em Coelho Neto ganhando menos que piso da categoria. “Alguns professores que eram coordenadores, diretores na gestão do meu antecessor não fazem essa análise, eles falam hoje de barriga cheia. Eles não falam nessa relação que tinha em 2016 e que hoje não tem mais. Eu acabe com aquela esmola que era dada para um grupo de professores”.

O prefeito Américo ainda frisou que essa medida age como gerador de renda, pois fica evidente que muitos passaram bem mais que R$ 200 reais, uma que que agora recebem o Piso Classe A, que é o piso inicial para os professores da rede municipal de ensino. “Eu gerei dignidade para os professores de nossa cidade, meus adversários não falam isso”.

Sobre seus opositores, o prefeito analisou que são pessoas desqualificadas, que não tem preocupação com o município de Coelho Neto, sem qualquer conteúdo para falar da administração municipal.

“Vou da aqui um chega pra lá, provem, um ato ilícito da minha parte. Eles falam um monte de bobagem, mas eu quero que eles provem um único ilícito da minha parte. Agora se eu for abrir a boca para falar sobre eles, eu vou falar de milicianos, vou falar de servidor corrupto, eu vou falar de pedófilo, vou falar de estuprador de vulnerável, vou fala de professor que engravida aluna menor de 14 anos, eu vou falar de funcionário que roubou a Itajubara. Querem que eu fale? Eu vou falar de muitas outras coisas aqui, vou falar de quem roubou o dinheiro da prefeitura, vocês querem que eu fale? Provoquem, provoquem para ver o que vai dar isso”, falou o prefeito anunciando uma mudança de postura.

“Eu fiquei calado até hoje, mas a partir de hoje bateu levou. A partir de hoje, esses delinquentes políticos que querem sujar minha imagem, que querem manchar a administração municipal, que trabalham para sabotar, querem o pior para a população de Coelho Neto, a partir de hoje bateu levou”, vaticinou Américo de Sousa.

A entrevista do prefeito deixa bem claro que o discurso ofensivo, de insinuações e calunias da oposição não será mais tolerado, e que o pagamento será feito na mesma moeda.

Amanhã, publicaremos aqui a fala do prefeito Américo de Sousa a respeito da saúde.

Faça um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá 👋
Como podemos te ajudar?
Envie-nos uma mensagem agora para obter ajuda.
Powered by