Ministério Público Federal pede que prefeitura de Coelho Neto divulgue lista de vacinados contra COVID-19.

Na noite de ontem, quarta-feira (10/02), o editor do Blog Observatório dos Cocais postou em suas redes sociais parte da notícia de que Ministério Público Federal (MPF) recomendou aos municípios maranhenses a divulgação da lista de todos os vacinados contra COVID-19.

Em sua manifestação, o MPF enfatiza que a vacina seja aplicada prioritariamente em profissionais de saúde que ATUAM DIRETAMENTE com pacientes acometidos pela COVID-19, idosos e indígenas.

Na postagem nas redes sociais, enfatizei que no dia 01 de fevereiro deste ano solicitei junto a Ouvidora Municipal, tendo como base a Lei de Acesso a Informação, a lista nominal dos vacinados em Coelho Neto, bem como idade, local de lotação caso seja servidor municipal, e justificativa. Passados 10 dias, a Prefeitura de Coelho Neto, através da Ouvidoria Municipal, ainda não respondeu a solicitação.

A vacinação em Coelho Neto tem levantando inúmeras dúvidas na população, que nas redes sociais tem enviado denúncias de que pessoas estariam sendo vacinadas indevidamente.

No Facebook a mãe do prefeito Bruno Silva, a ex-primeira dama Suely Almeida, cujo a irmã, Josely Almeida, é a secretária municipal de saúde estando no centro da polêmica, deu de ombros para o questionamento feito e ao comentar na postagem demonstrou enorme preconceito e ignorância quanto aos que fazem tratamento contra epilepsia. Ao se referir ao edito do Blog Observatório dos Cocais como “doido”, disse deveria usa gardenal, medicamento que serve para atenuar ou até mesmo evitar ataques epiléticos.

A resposta preconceituosa da mãe do prefeito e irmã da secretária de saúde pode indicar que algo muito errado esta sendo feito com as vacinas disponibilizadas para a população coelhonetense.

Voltamos a qualquer momento com mais informações!

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *