Kátia Bogéa tenta barrar construção do Hospital da Ilha e perde na Justiça

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) tentou na Justiça barrar a construção do Hospital da Ilha, que está sendo feito pelo governo na região do Turu, às margens da Avenida São Luís Rei de França.
O Iphan é controlado pela indicada de José Sarney, Kátia Bogéa, apontada como nome do Clã para concorrer à prefeitura de São Luís nas eleições do ano que vem. A ação é claramente uma tentativa de constranger o governo com a paralisação de uma grande obra, haja visto que o Iphan em São Luís cuida do patrimônio histórico e claramente não existe nenhum patrimônio com essa característica na região do Turu, que é mais nova e não faz parte do acervo arquitetônico histórico.
E quem deixa isso claro é a justiça federal. O juiz Ricardo Felipe Rodigues Macieira confirmou a primeira decisão de que a construção deve e que o processo administrativo processo administrativo só será permitido “quando comprovada a existência de interesse arqueológico decorrente do cadastramento da área discutida (CNSA) ou da eventual constatação de irregularidade ou invalidade no processo de licenciamento ambiental”.
O Hospital da Ilha será uma unidade de saúde de urgência e emergência que vai iniciar com 212 leitos e, em uma segunda etapa, vai totalizar aproximados 400 leitos de internação e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O hospital servirá todo o Maranhão, atendendo prioritariamente demandas da capital São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar.
Do Clodoaldo Corrêa
Faça um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *