Justiça rejeita argumentações, e grupo golpista sofre duas derrotas na tentativa de apropriação do Sindicato

Parece que o grupinho da preguiça
está sofrendo um pouco nas mãos da Justiça. Recentemente eles, que são
alérgicos ao trabalho duro e digno, acompanhados de seu advogado trapalhão,
sofreram duas duras derrotas, uma no âmbito da Justiça Estadual e outra na
Justiça Federal.
O grupo que insiste em tomar
posse do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Coelho
Neto na truculência, ignorando que a entidade tem uma diretoria eleita de forma
legítima pela imensa maioria dos associados, impetrou duas ações contra a direção
da representação sindical.
Na Justiça Estadual tiveram a
primeira derrota, com o juiz da comarca rejeitando seus pleitos na totalidade.
Para piorar, o magistrado percebendo a malandragem do grupo, e ciente de que
são pessoas bem remuneradas, uma vez que a Lei de Cargos e Salários do
Município permite bom salário aos servidores municipais, determinou que os
autores da ação comprovassem que não podiam pagar as custas processuais,
direito garantido ao que são reconhecidamente pobres. Com a exigência do juiz,
e sovinas do que jeito que são, desistiram da ação na Justiça Estadual.
Em Coelho Neto juiz determinou que a parte autora pagasse as custas do processo, após rejeitar suas reclamações
Não satisfeitos com a primeira
derrota, o advogado do grupo impetrou com a mesma ação na Justiça Federal do
Trabalho em Caxias, apenas perca de tempo e ilusão. Pois um erro técnico do
advogado, quem nem os mais novos aprendizes do direito cometeria, levou o juiz sorteado
para o processo a arquivar o caso.
Erro primário do advogado constituído pela parte autora obrigou juiz a arquivar o caso
E dizem que esse não é o primeiro
arquivamento de processo por conta de erro desse advogado, o coitado parece que
não aprendeu muito bem os trâmites da Lei e da Justiça. Muito despreparado o
rapaz, e bastante iludido o que lhe contratou.
Esse grupo precisa primeiro
aprender o que é movimento sindical, o advogado deles precisa aprender o que é
atribuição da Justiça Federal e Estadual, e aí quem sabe, eles estejam preparados
para dar um “GOLPE”. Sem bem, que se aprenderem tudo direitinho, não vão nem
precisar de golpe, basta conquistar a simpatia dos colegas de trabalho, que
atualmente antipatizam com os membros desse grupo preguiçoso.
Lembrando, que diante de tantas derrotas, se quiserem “tomar” o sindicato vai ter que ser no voto, porque a justiça já demonstrou que não será instrumento para golpe. 

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *