Justiça impõe nova derrota para oposição timonense

Em decisão proferida na tarde de hoje, quinta-feira (10/01), o excelentíssimo senhor juiz da Vara de Fazenda Pública de Timon, Rogério Monteles, anulou a Sessão Extraordinária realizada no dia 02 de janeiro de 2019, e que foi presidida pela vereadora Socorro Waquim (MDB), ocasião em que os vereadores de oposição rejeitaram com ampla maioria a proposta orçamentária municipal, e convocaram eleição para mesa diretora do legislativo municipal.
Na mesma sentença o magistrado também anulou a polêmica eleição da mesa diretora da casa que foi realizada na última sexta-feira 04 de janeiro de 2019, onde a oposição elegeu o vereador Helber Guimarães presidente da Câmara Municipal. Lembrando que durante esta sessão, oficial de justiça em estrito cumprimento do seu dever foi impedido de acessar o plenário da casa para fazer cumprir decisão judicial anterior, e que também suspendia os efeitos da Sessão Extraordinária do dia 02 de janeiro. 
Agora cabe observar como os vereadores de oposição irão reagir a mais essa derrota judicial, se dessa vez irão respeitar o Poder Judiciário e dar cumprimento à decisão, ou se novamente irão assumir postura ativa/agressiva contra a Justiça voltando a repetir ataques contra os membros da magistratura.
Lembrado ainda, que com esta decisão judicial qualquer ato que tenha sido tomado pelo vereador Helber Guimarães no curto exercício de sua presidência é considerado nulo e sem efeito.
Faça um comentário