Ex-prefeito e blogueiro são condenados por “Divulgação de Pesquisa Eleitoral Fraudulenta”

Tem uma turma aí que não aprende, mesmo já somando uma série de chamados a Justiça, e com diversas condenações nas costas, eles insistem na propagação de mentiras e calunias, em claro desrespeito às Leis e as Autoridades legalmente constituídas. 
Criador e Criatura condenados por divulgação de Pesquisa Eleitoral Fraudulenta
Alguns meses atrás, essa trupe de aloprados se propôs a divulgar uma pesquisa eleitoral fraudulenta em todos os meios de comunicação possíveis, tais como blogs, redes sociais, e grupos de WhatsApp, como forma de atacar políticos da cidade que são contrários aos seus interesses. 
Para o azar deles, a Justiça que apesar de cega, não falha, tem mantido-se atenta, e vem agindo sempre no sentido de coibir desrespeitos e abusos. 
Pela divulgação fraudulenta, recentemente o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE), determinou ao ex-prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva (MDB), e ao seu serviçal mais fiel, Samuel Bastos, que “abstenham-se de veicular […] resultados de pesquisas eleitorais irregulares na internet e em meios semelhantes, incluindo-se blogs, redes sociais e grupos de mensagens eletrônicas, ou em qualquer outro veículo de comunicação”. 
Em sua decisão, o magistrado apontou a fraude e anotou que “independentemente da correta
identificação do prejudicado pela divulgação da pesquisa eleitoral aqui impugnada,
tenho que tal pesquisa é irregular por não constar, nesta data, nenhum registro de
pesquisa eleitoral referente ao município de Coelho Neto/MA na base de dados do
Sistema PesqEle, o qual é homologado pelo TSE”
.
Com isso a Justiça eleitoral condenou ao blogueiro o pagamento de multa diara no valor de R$ 5 mil reais, lembrando que a postagem está no ar desde o dia 09 de abril. Também determinou a retirada da postagem em que é divulgada a Pesquisa Fraudulenta.  
Confia a integra da decisão clicando AQUI
Voltamos a qualquer momento com mais informações
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *