Carnaval 2017

Com a chegada do mês de fevereiro
é crescente na cidade a expectativa em torno de carnaval municipal. Mas esse
ano a questão que tem dominado as rodas de conversas é se haverá ou não
carnaval municipal, e como funcionará. A população em geral faz especulações do
tipo se serão duas bandas por noite ou apenas uma; se haverá blocos, escola de
samba ou os dois; se serão 4 dias ou 5 dias de folias; se haverá incentivo financeiro
aos blocos e escolas de samba. Enfim, muitas são as especulações que tem sido feitas
na cidade, e a verdade é que a prefeitura ainda não se manifestou oficialmente
sobre o tema, o que alimenta ainda mais as especulações.
Em decisão indita e sem qualquer fundamento
ex-prefeito Soliney Silva (PMDB) cancelou o carnaval de 2016
Quanto a realização ou não do
carnaval, a dúvida surge porque no ano de 2016 de forma arbitraria, e sem
qualquer justificativa o ex-prefeito Soliney Silva (PMDB), cancelou o carnaval
da cidade, numa decisão inédita que prejudicou a todos. Donos de blocos
carnavalescos, as pessoas que se preparavam para vender bebidas e tira-gostos
durante os 5 dias de folia, e sem falar no prejuízo financeiro para o município,
que deixou de realizar uma das festas que mais injeta dinheiro na economia
local.
O prejuízo para os donos de bloco
foi enorme, eles já haviam encomendado uma quantidade grande de abadás contando
com a realização da festa, aqueles que pretendiam vender bebidas tiveram seu prejuízo
também, pois já vinha comprando e estocando bebidas para vender durante a
folia. Todos eles até hoje muito não compreendem a não realização da festa, e
lamentam o prejuízo que tiveram.

Bloco Lobisomens faz a festa no Carnaval de 2014
Já quanto aos incentivos a
blocos, a situação não é tão preocupante, pelo menos não para os donos de
blocos carnavalescos. Em conversa que tive na noite de ontem (04) com Jacks
Vale, dono do Bloco Lobisomens, ele disse que desde de 2013 já não recebia
nenhum incentivo financeiro por parte da Prefeitura. Segundo ele, em reunião
que realizada naquele ano (2013), a Prefeitura informou aos proprietários de
blocos que os incentivos haviam sido suspensos por causa de uma ação movida
pelo Ministério Público. Desde então o único incentivo que a prefeitura dava
aos donos de bloco era um paredão de som para ajudar na animação no corredor da
folia.
Levando em conta a expectativa da
população, nunca é tarde para lembrar que a data do carnaval se aproximar, e o
tempo urge. Caberá a Prefeitura de Coelho Neto nos próximos dias acabar com as
especulações, e fazer trazer para o conhecimento da população a formula do
Carnaval para 2017.

Vamos aguardar, até porque não tem como ser pior do que 2016
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *