Audiência pública em Caxias consolida a criação do Pré-Comitê da Bacia do Rio Itapecuru

Na última quinta-feira (23/05), Caxias sediou a 5ª Audiência Pública da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru que aconteceu no Memorial da Balaiada. O evento foi promovido pela Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado, e teve o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), vice-presidente da comissão, no papel de organizador e mestre de cerimônia. 

A audiência teve como objetivo finalizar o processo de composição do pré Comitê da Bacia do Rio Itapecuru. As discussões iniciaram ano passado passando pela capital São Luís, Colinas e Coroatá, onde foram mobilizados o poder público, a sociedade civil e os usuários da água.

“A criação do Pré-Comitê é um passo importante para o Comitê de Bacia, que possibilitará a elaboração de políticas de conservação e uso sustentável. Tem como objetivo dar a contribuição para o estado do Maranhão e a Assembleia Legislativa tem contribuído bastante com as realizações das audiências públicas. Essa é uma discussão de muita relevância, pois o Rio Itapecuru é importante para o Maranhão, pois abastece tanto a capital, São Luís, como várias cidades do estado”, afirmou o deputado Rafael Leitoa que, desde o seu primeiro mandato, empunhou a defesa dos rios maranhenses, através de pronunciamentos feitos da tribuna da Assembleia, audiências públicas e com a criação do Comitê de Bacia do Rio Parnaíba, por exemplo.

Estiveram presentes representantes do Conselho Estadual de Recursos Hídricos e Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), além de representantes de outros municípios cortados pelo Rio Itapecuru e os deputados estaduais de Caxias Adelmo Soares, Cleide Coutinho e Zé Gentil.

“A grande importância do pré Comitê é o que vem depois, que é como gerir as políticas de recursos hídricos, em especial, tanto com a SEMA, é isso que vale. E o Estado  quer promover isso, junto com a Assembleia, que é a grande anfitriã. Creio que o Rio Itapecuru se transformou em um troféu por ser um propulsor de água bruta para a capital maranhense e faz dele uma referência. O rio tem importância total para a capital do estado, porque ele alimenta 70% da grande ilha”, explica Rafael Ribeiro, secretário estadual de Meio Ambiente.

Cleide Coutinho também disse que a discussão era importante para a preservação do Rio Itapecuru. “Eu acho essa discussão bastante importante, porque esse rio percorre quase 1.050 km do nosso estado. Ele abastece cerca de 60% de água em São Luís e percorre 57 cidades. Então, a gente tem de lutar para preservar, para manter esse rio, sem devastação, conservando a mata ciliar. É muito importante essa audiência que o nosso vice-presidente da Comissão, Rafael Leitoa, está conduzindo. Estou muito contente de estar participando”.

O deputado Adelmo Soares enfatizou que o Rio Itapecuru é um rio genuinamente maranhense e precisa ser preservado. “O Rio Itapecuru precisa ser cuidado. Ele banha inúmeras cidades, inclusive São Luís. Portanto, é importante fazer esse debate, para elaborar projetos para que a gente possa ajudar na preservação e manter essa importante bacia hidrográfica do nosso estado”.

“Todos nós sabemos como se encontra o Rio Itapecuru. Em muitos lugares do estado estamos atravessando o rio caminhando. Então, a gente tem que tomar alguma atitude. Se a gente não tomar uma atitude de imediato, nós vamos ficar sem água, não só Caxias, mas também São Luís, que é abastecida 70% pelo rio”, lembra Zé Gentil, deputado estadual.

O prefeito de Caxias, Fábio Gentil, destacou a importância de todos contribuírem com a educação ambiental e revitalização e preservação do rio que é fonte de vida para Caxias e outros 57 municípios do estado do Maranhão.

“Ou a gente toma medidas imediatas, ou com certeza o Maranhão todo irá sofrer com as consequências da falta de água. É necessário que a gente discuta os problemas e faça as coisas acontecerem. É necessário que a gente também pense nos afluentes, que são os riachos que se transformam no Rio Itapecuru, com certeza será um pacto e esse pacto com municípios que utilizam o Rio Itapecuru possam recorrer junto ao Governo do Estado e ao Governo Federal para trazer os benefícios para o nosso povo”, acredita Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

Faça um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *