A vingança dos derrotados

Parece que a postagem que fiz ainda pouco não repercutiu bem em um grupo de WhatsApp aculá. 
Alguns demonstram bastante incomodo por seu plano ter vindo à luz antes da hora. E pelos questionamentos feitos. Ao que parece esquecem que o blog tem também o papel de questionar. 
E questionar é normal na política. 
Ao invés de se apressarem para esclarecer, ou apresentar algo que sustente o que dizem, eles correm para descobrir um “traíra”. Que feio! 
Ainda tem quem relembre os tempos da ditadura, onde a traição tinha tolerância zero.
Verdade, traidores era punidos com a morte! 
Para eles digo que não se preocupem, que não falarei nada da reunião que terão com o ex-prefeito Soliney (PMDB), e nem comentarei do protesto que planejam fazer depois. 
Oooops! 
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *