A quem interessa o fim dos Coutinhos?

As principais rodas política do estado já dão como certa a adesão da deputado Cleide Coutinho (PDT) ao grupo político do Prefeito Fábio Gentil (PRB). A formalização é apenas uma questão de tempo, e deverá ser feita no Palácio dos Leões, na presença do governador Flávio Dino (PCdoB).

A inusitada aliança política não representa apenas o fortalecimento do prefeito caxiense Fábio Gentil, será também o fim do grupo político Coutinho na cidade. Carentes de liderança desde a perda do ex-presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, o grupo do grandão sofre sem um líder capaz de unir seus membros, e dar unidade a uma das maiores e mais tradicionais família política do Maranhão.

Ex-vereador Ironaldo Alencar, age como mercador da morte oferecendo os Coutinhos em uma bandeja

Essa fragilidade permitiu que Ironaldo Alencar, que no passado era homem de confiança dos Coutinhos, agisse sorrateiramente para “vender” o grupo. Tendo como motivação um rancor profundo, de quem se achava prefeito eleito de Caxias em 2012, o ex-vereador agiu em conluio com o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB) para fragilizar ainda mais os Coutinhos, entregando a cabeça de Cleide Coutinho em uma bandeja para Fábio Gentil.

Pelo seu papel como mercador da morte do Coutinhos, Ironaldo Alencar receberá um alto posto no Governo caxiense, o mais certo é que assuma o controle do SAAE de “porteira fechada”.

Contudo, Ironaldo e Adelmo não são os únicos a agir para acabar os Coutinho, a tramoia conta também com a simpatia de grandes figuras políticas do estado.

Voltamos a qualquer momento com mais informações

Faça um comentário