A criatura e o criador

O ano de 2020 promete ser de articulações intensas, com todos os pretensos candidatos buscando condições de ideais para largarem na dianteira na disputa eleitoral que se aproxima.

No momento, que tem uma estrategia bem definida é o ex-prefeito Soliney Silva (MDB), que nas redes sociais tem feito a defesa constante de sua pré-candidatura, reafirmando para todos que estará na disputa pelo Palácio Municipal em 2020.

Contudo, muitos questionam se Soliney realmente poderá ser candidato, argumentando que a Câmara de Vereadores reprovou as contas do ex-prefeito duas vezes, referente aos exercícios financeiros de 2010 e 2011. Para isso, contam que a liminar que por hora garante um titulo de eleitor a Soliney seja caçada. No entanto, ignoram que o ex-prefeito é um exímio estrategista, e já tem um remendo pronto em caso de cassação da liminar.

Segundo aliados, Soliney trabalha hoje em duas frentes. Primeiro em viabilizar-se candidato, tanto que hoje trabalha forte nas costuras políticas e judiciarias, ao mesmo tempo permite que o policial civil Albino Klauberth (MDB) corra por fora, principalmente em meios e espaços que hoje são resistentes a Soliney, além de ampliar a presença nas redes sociais, lugar que o ex-prefeito não sabe navegar.

Com isso, Soliney tentará, se preciso for, repetir a mesma estrategia usada em 2008, quando a Justiça Eleitoral tirou o ex-prefeito Raimundo Guanabara da chapa, sendo então substituído pelo filho Sergio Guanabara no posto de vice-prefeito. Logo, se a liminar for caçada, Soliney planeja ser substituído por Albino, caso este demonstre até setembro de 2020, quando vence o prazo para substituições na chapa, ter consistência eleitoral.

O plano é bem articulado falta apenas combinar com o vereador Rafael Cruz (MDB) que sonha em ser companheiro de chapa do Sol.

Vamos aguardar!

 

Faça um comentário